O que é Agroecologia, a agricultura do futuro

O que é agroecologia sítio pema

Com o aumento da preocupação com o meio ambiente e com a busca por alternativas que sejam autossustentáveis, estudos e/ou ciências começaram a aparecer de maneira mais frequentes, devido a importância de se trabalhar sem agredir a natureza. E uma dessas áreas chama-se agroecologia.

O que é Agroecologia

Pode-se afirmar que a Agroecologia surge como uma proposta de mudança de paradigma, integrando e articulando conhecimentos de diferentes ciências com o saber popular, permitindo a compreensão, a análise e a crítica do atual modelo de desenvolvimento e de agricultura industrial.

Portanto, a Agroecologia, além de ressurgir como uma forma de democratização do acesso à alimentação saudável retoma o seu postulado como forma de incentivo à tecnologia social.

Definições de Agroecologia

Segundo o livro “Agroecologia e cultura orgânica: controvérsias e tendências”, a agroecologia existe como um meio de se entender como funcionam os agros ecossistemas complexos e as maneiras com que ele interage com questões como biodiversidade dos sistemas agrícolas e a sua sustentabilidade.

O Prof. Dr. Mauricio Ursi Ventura explica que, a agroecologia trabalha muito com a palavra “projeto”, e isso acontece, pois, ao analisar a agricultura convencional das plantações de soja, por exemplo, tendem a ser iguais ou muito parecidas, seja no Brasil, nos Estados Unidos ou na Argentina.

Porém, a agroecologia, ao aplicar esse “projeto”, definirá através de estudos mais complexos e que envolvem uma maior capacidade técnica, qual a melhor maneira dessa plantação ser desenvolvida de acordo com o clima do local e as necessidades de mercado.

O surgimento da agroecologia

A implantação dessa ciência aconteceu devido aos problemas que surgiram com o aumento da tecnologia na agricultura, como a exclusão do homem dos novos empregos, cada vez mais ocupado por máquinas, e o uso massivo de agrotóxicos, principalmente no final da década de 1970 e início da década de 1980.

Por isso, intelectuais e políticos começaram a contestar as práticas convencionais e os rumos que a agricultura brasileira estava tomando.

Por esse pensamento mais ecológico é que surgiu a agroecologia. E isso aconteceu, principalmente, devido à atuação do homem no ecossistema, o chamado agroecossistema, quando o homem age, modificando e transformando o ambiente para produzir alimentos e sobreviver.

Uma das práticas que surgiram e que está cada vez mais em alta devido a uma maior conscientização das pessoas é a permacultura.

Essa palavra surgiu da expressão em inglês “permanent agriculture”, que foi criada pelo professor Bill Mollison e seu aluno David Holmgren, em 1978.

Esse sistema tem como princípio utilizar a natureza da maneira menos agressiva possível, fazendo a integração entre ela e o homem.

Como resultado, o meio ambiente consegue permanecer em um desenvolvimento constante, e não sofre com a ação do ser humano, pois a teoria da permacultura ensina que, o que for retirado, deverá ser reposto de alguma outra forma.

Agrofloresta Sintrópica

Outro método que tem sido implantado em produções tanto brasileiras quanto internacionais é a chamada agricultura sintrópica.

O criador desse sistema, Ernst Gotsch, é suíço, porém mora no Brasil desde a década de 80. Sua finalidade é unir a agricultura com a floresta, o que dá origem a um novo termo: agrofloresta sintrópica.

Para recuperar áreas degradadas e utilizar a área de manejo por muito mais tempo, a agricultura sintrópica trabalha fazendo com que tanto a natureza quanto o homem sejam beneficiados.

Espécies de alimentos que crescem melhor com sombra, como o café, por exemplo, evolui de maneira mais favorável e contínua próximo a árvores.

Para saber mais como começar uma agrofloresta, leia nosso artigo “Sistemas Agroflorestais (SAFs), o que fazer para começar um” .

Agroecologia a agricultura do futuro

A agroecologia atua de diversas formas, seja econômica, ao encontrar uma maneira de utilizar os recursos que já existem na propriedade; política, ao se envolver em projetos com uma comunidade; ecológica, quando trabalha na preservação e a conservação dos recursos naturais; e social, valorizando o conhecimento que uma comunidade possui e usufruindo disso ao implantar o seu projeto naquele local.

Resumindo, a agroecologia tem como finalidade aplicar um conceito ecológico para os projetos que serão feitos ou estão em andamento.

Pois, além de preocupar-se com a produção em si (como faz a agricultura), ainda dá uma atenção especial para outros pontos, como a água e seu uso consciente, o clima e a saúde, ao trabalhar para que os alimentos estejam livres de contaminação.