O que é Pastejo Rotacionado e como iniciar?

Pastejo Rotacionado

Pastejo rotacionado tem um grande benefício para alimentação dogado assim como maior fixação de carbono, respeitando o meio ambiente.

Embora trabalhar com a agropecuária com foco no gado de corte ou leite exige constantes melhoras no manejo dos animais. Para oferecer um trato de qualidade e utilizar os recursos disponíveis de forma otimizada, há cada vez mais novas técnicas sendo implementadas no mercado.

Aqueles que desejam usar a terra disponível com a maior quantidade de animais, por exemplo, estão adotando o pastejo rotacionado. Com essa técnica de pastejo, o agricultor pode aprimorar os recursos do solo, além de garantir um volume maior de pastagem, o que resulta em melhores condições para os animais.

Portanto, no artigo a seguir do Blog Sítio Pema vamos abordar sobre como o pastejo rotacionado pode ser uma alternativa na criação do gado de corte e de leite, além dos benefícios para o solo e a administração agropecuária.


O que é pastejo rotacionado?

Pensado primeiramente para benefício do solo, o pastejo rotacionado é um sistema de manejo, onde a área de pastagem é subdividida em piquetes. Estes são submetidos a períodos alternados de pastejo e descanso.

O tamanho dos lotes depende do local a ser inserido e de seu planejamento. E esta técnica, quando bem executada, garante produção de forragens de qualidade e um consumo de energia adequado durante o ano todo.

Essa melhor produção por área faz com que seja um sistema que cada vez mais é escolhido. Ainda mais que o custo de implantação é de certa forma baixo, considerando todos os seus benefícios. Tanto de produção quanto para o solo da propriedade.

Quais são os benefícios desta técnica?

Como dito acima, esta técnica apresenta um grande ganho para o solo. Visto que o período de descanso assegura que a terra pode se recuperar plenamente entre um pastejo e outro.

Porém não só o meio ambiente se beneficia com esse sistema. Esse período de descanso faz com que a pastagem seja de qualidade superior durante todo o período que está sendo utilizada.

E a melhor condição deste pasto gera uma alimentação mais rica para o rebanho bovino. Além disso, podemos citar outras vantagens que geram um melhor desempenho para a sua produção:

  • Pastejo mais uniforme;
  • Redução de perda de pasto por pisoteamento do gado;
  • Aumento da longevidade do sistema;
  • Melhor fertilização do solo;
  • E diminuição da quantidade de plantas invasoras e consequente aumento das plantas desejadas.

Como implementar o pastejo rotacionado na fazenda?

O pastejo rotacionado é um sistema não tão complexo, porém necessita de um planejamento mais atento. Convém que seja feito aos poucos, para compreender o que aquela área específica precisa quanto a forragens, adubagens e outras características peculiares de cada local.

Para instalar o sistema, diversos fatores devem ser considerados no planejamento estratégico, tais como:

  • Definir qual forragem utilizar;
  • Uso de diferentes pastagens em cada estação;
  • Quantidade de animais no mesmo terreno;
  • Qualificação do solo em períodos de não uso;
  • Capacidade da pastagem;
  • E topografia do terreno.

Além desses, alguns tópicos merecem mais atenção. Recorreremos então mais sobre eles:

Fertilização do solo

Um bom solo adubado é garantia de uma melhor plantação em qualquer tipo de terreno. E para melhor pastejo rotacionado, não é diferente. É essencial que se corrija a fertilidade do solo.

O correto é um planejamento efetivo para que a fertilização e a semeadura da forrageira na época das secas, para que quando as chuvas chegarem, a pastagem possa se desenvolver bem.

Divisão da área

O número de piquetes depende do período de ocupação e do período de descanso que são indicados pela planta forrageira que se está utilizando e deve ser calculado de acordo com a seguinte equação:

Número de piquetes= (período de descanso/ período de ocupação) + 1

Quanto menor o período de ocupação para um mesmo período de descanso, maior será o número de piquetes. Entretanto, esse elevado número de piquetes pode ser uma vantagem já que quanto menor o tempo de ocupação, maior será a lotação animal.

Cercamento do piquete

Definido o número de piquetes e qual o tipo de forragem a ser cultivada, pode-se reutilizar divisões existentes ou então pode-se dividir novamente os pastos de acordo com essas informações.

Uma forma de economizar é implantar áreas de lazer e descanso, como bebedouros e área de sombras, nas divisas entre as pastagens. Fazendo com que assim, tenha áreas comuns para serem utilizadas em dois piquetes ou mais.

Além disso, é possível aproveitar arames e mourões de cercas existentes para fazer essas divisões. Ou então adotar o uso de cercas elétricas que em terrenos maiores acabam saindo com um custo mais brando e tem alta durabilidade.

Como fazer a rotação?

Agora que o pastejo foi planejado e o pasto está dividido, o rebanho bovino pode ser inserido na rotação.

Todos os animais devem ser colocados na mesma pastagem. E após pastejar a primeira área, todo o gado deve ser transferido para a segunda, e assim sucessivamente, até retornar à primeira.

As áreas que não estão sendo ocupadas, estão em período de recuperação. Ou seja, estas áreas estão sendo preparadas, ou apenas aguardando o crescimento para a próxima pastagem.

Ainda assim, é bom ressaltar que durante o primeiro pastejo, é importante evitar que os últimos piquetes fiquem passados. Então é necessário levar o rebanho para pastejos levas nas áreas de descanso. Ou então reduzir o número de animais e inseri-los aos poucos.

Conclusão

É importante que o agricultor esteja sempre atento às novidades do mercado. Para além de garantir um lucro maior nas operações, com o pastejo rotacionado é possível também tratar o solo de maneira sustentável, bem como oferecer aos animais pasto de qualidade.

Assim como a rotação do pastejo, há outras técnicas que também contribuem para uma agricultura mais sustentável. Dois exemplos de uso sustentável dos recursos naturais são a permacultura e a adubagem orgânica.

No Sítio Pema você pode encontrar informações, dicas e curiosidades sobre como fazer o manejo correto das plantações e dos animais, sempre percebendo as necessidades que o meio ambiente apresenta. Entre em contato conosco para tirar dúvidas sobre o tema.


2 respostas para “O que é Pastejo Rotacionado e como iniciar?”

Os comentários estão desativados.